Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Lucinei M. Campos (escritor)

Nascido em 16 de outubro de 1983, Lucinei M. Campos é um jovem professor e escritor de alma e profissão. Carioca, formou-se em História e se especializou em História da África e da Diáspora Africana no Brasil. Divide sua carreira de escritor lecionando na rede pública estadual de ensino local para jovens, adolescentes e pré-adolescentes.
É casado e tem um filho. Além da paixão pela leitura, ama ver filmes e séries. É fascinado por sua coleção de brinquedos, inclusive dinossauros.
Sempre mostrou uma veia naturalmente artística. Ainda menino, criava ele mesmo as suas narrativas e personagens, em seus muitos cadernos e folhas livres, que mantém até hoje em seus arquivos pessoais. Figuras já existentes ou inventadas por ele, ganhavam destaque nos rabiscos de uma criança que, mesmo timidamente, começava a mostrar as histórias arquitetados em sua cabeça. Desde então, sua vida tem sido pautada por histórias fictícias e factuais, que integradas, tem dado o tom da sua vida pessoal e profissional.
Lucinei não largou mais a sua paixão de infância, e tem se dedicado, entre outras coisas, a expressar de forma mais madura a sua imaginação e versatilidade em obras que falam sobre figuras reais, folclóricas, religiosas, místicas, galácticas, que o público já pode apreciar. Igualmente amante de outras artes, se aventurou cantando em uma banda juvenil, onde também compunha e fazia algumas melodias. Estudou um pouco de teatro, cinema e contos de fadas, tendo surgido desse último a sua inspiração para escrever a sua primeira obra publicada.
Lavínia e a Árvore dos Tempos, lançada em 2014, veio para concretizar um sonho de menino em ver uma criação sua sair do seu imaginário e se integrar ao de outras pessoas, adultos, jovens e crianças que, assim como ele, tem o espírito inquieto a procurar e a contar sempre novas e boas histórias. Lavínia e Magia Proibida, lançada na Bienal do Livro do Rio, em 2015, dá continuidade a esse sonho.
Ambos os livros são infantojuvenis que temas recorrentes e atuais, mas com leveza e humor. Talvez por isso, tem sido muito bem aceito entre esse público e os demais, estando sempre presentes em eventos do ramo, inclusive em outros estados. Dentre esses, a própria Bienal do Rio, ano passado, e as próximas edições desse ano, em Minas e em São Paulo.
Na verdade, Lavínia fala com todas as idades, uma vez que trata de assuntos relacionados à infância e à adolescência e a essa etapa de transição, dando voz a essa faixa etária. Dentre os assuntos destacam-se a dinâmica do relacionamento interpessoal familiar e escolar e suas vertentes: amizade, afeto, estereótipos, bullying, isolamento e seus desafios. Mas também dialoga com os mais velhos – pais, educadores e qualquer outra pessoa que se identifique com a história da personagem, seja vivenciando-a em sala de aula ou em casa, ou mesmo retomando lembranças de uma outra época.
Lavínia também passeia pelo nosso imaginário, trazendo à existência personagens míticos e folclóricos, como faunos, boitatás, curupiras, titãs, entre outros, de uma forma diferente, não convencional. Uma maneira de nos esvaziarmos de uma realidade pesada, através da magia, de superar nossos traumas, nossas experiências negativas, fantasiando-a, reinventando-a sem de fato perder a razão.
Devido a sua ligação com o universo escolar, os livros integram dois projetos literários, voltados a esse ambiente. O Confabulando consiste em visitas, realizadas em escolas públicas e privadas locais e também em bibliotecas, centros culturais, cineclubes, entre outros. É destinado ao público em geral, que goste de ler bons livros e de confabular sobre coisas diversas, a partir deles.
O Lavínia Como Paradidático, tem por objetivo inserir ambos os livros ao projeto pedagógico das escolas, em turmas dos ensinos fundamental e médio. E, apoiados neles, desenvolver nos alunos senso crítico acerca dos temas do seu cotidiano, apurar sua imaginação e criatividade, resgatar e recriar personagens do nosso folclore. Além de exercitar a leitura e a escrita e ainda promover a literatura nacional, tornando-os agentes dela. A critério das escolas, são realizadas ainda atividades extracurriculares tendo como base os livros: produções de textos, avaliações, desenhos, maquetes...
Todas as apresentações dos livros são feitas de forma dinâmica e interativa com os leitores. A descrição das histórias se dá com o autor trajado de um de seus personagens. São disponibilizados brindes temáticos, na compra dos livros, e para sorteios. O que dinamiza a participação do público, ampliando seu envolvimento, a medida que o aproxima das obras e de quem as produz de forma bem lúdica.
Desvendemos, então, os segredos de Lavínia e mergulhemos nesse mundo de possibilidades que ela nos apresenta!

Conhecendo os livros
Lavínia e a Árvore dos Tempos
Lavínia é uma menina de nove, quase dez anos, um pouco diferente das meninas de sua idade. Sem amigos na escola, se detém nas várias maneiras de evitar as provocações dos Valentões e das Marrentinhas. Sem um diálogo constante em casa, seu melhor e único amigo, o Léo, é quem lhe faz companhia todas as tardes.
Lavínia não esperava, mas teria sua vida transformada ao receber, naquele ano, uma fada distinta a qualquer criatura mágica conhecida. Sendo uma fada homem e bem rabugenta, Laus detestava seres humanos, e por esta razão, teria de cumprir pena ao seu lado por todos os males feitos contra os mesmos. O que seria um presente para a menina, era um castigo para ele, que para entrar no nosso mundo teve que tocar seu dedo num livro que o transformaria em um típico morador da região escolhida. Mas, por engano, tocou num lugar bem oposto à terra da menina. Assim, seu nome, sua varinha, suas roupas, se modificaram completamente. Laus passou a ser Lorivaldo, e sua varinha, uma peixeira. O que o fez odiar tudo ainda mais.
Com o passar do tempo, as diferenças entre eles diminuem e eles vivem uma singular aventura, na qual outros seres mágicos e folclóricos se inserem: goblins, ents, boitatás, titãs, ninfas, curupiras, faunos. Essa aventura os conduz a Árvore dos Tempos, guardada no Castelo do Poente. No lugar de frutos, os galhos dessa árvore dão pergaminhos, onde nomes de pessoas importantes para a história, sendo esta humana ou não, aparecem. Isso pode ser um traço de coisas misteriosas e em comuns que há entre os dois, e que eles vão fazer de tudo para descobrir.

Lavínia e a Magia Proibida
Lavínia está crescendo e com ela as dúvidas e curiosidades. Agora, com 10, quase 11 anos de idade, mais uma vez a menina se verá junto aos seus amigos inseparáveis, Léo e Lorivaldo, em meio a novas aventuras. É que criaturas mágicas de caráter duvidoso estão chegando ao Brasil no momento em que acontece um dos maiores eventos esportivos: a Copa do Mundo de Futebol.
Além de seus problemas pessoais com os Valentões e as Marrentinhas na escola e com a loucura de ter uma fada homem e bem rabugenta ao seu lado, a estranha chegada de um bruxo misterioso à cidade trará perigos, principalmente para ela, que corre o risco de ser capturada desde que souberam de seu nome na Árvore dos Tempos. 
Juntos, os amigos vão descobrir que há muito mais magia em nosso mundo do que possamos imaginar e que nem sempre ela é permitida pelos seres que a rege. Lavínia terá de ser forte para escolher um lado, diante do que encontrará.

Apresentações de Lavínia em eventos

Exemplos de brindes ofertados 
na compra dos livros e para realização de sorteios
Mais Imagens

 

CONTATOS
Facebook / /Lucinei.Campos / Lucinei-M-Campos / Lavinia-e-a-Árvore-dos-Tempos
E-mail /  livro.lavinia@gmail.com.br

Istagram / @lucineimcampos
Twitter / @lucineimcampos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.