Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

LITERATURA / Advogado que revelou pseudônimo de JK Rowling condenado a pagar multa

JK Rowling chega à Biblioteca Nacional da Escócia para ler um de seus livros para crianças. Foto: AFP/Arquivos Andy Buchanan
JK Rowling chega à Biblioteca Nacional da Escócia para ler um de seus livros para crianças. Foto: AFP/Arquivos Andy Buchanan

O advogado que revelou a uma amiga que a autora da saga de Harry Potter, JK Rowling, acabara de publicar um livro policial com um pseudônimo terá que pagar multa de 1.000 libras.
"Com a revelação de informações confidenciais sobre um cliente a uma terceira pessoa, o sr. Gossage violou os princípios 4 e 6 da carta da SRA", a ordem que regulamenta a atividade dos advogados, afirma a decisão de 26 de novembro e divulgada apenas esta semana.
A escritora britânica denunciou o escritório de advogados Russells depois da publicação em julho de uma reportagem no jornal britânico Sunday Times que revelou que ela havia publicado o livro O Chamado do Cuco.
Rowling escreveu o policial com o pseudônimo Robert Galbraith, que foi apresentado como um antigo membro das Forças Armadas que também trabalhou no setor de segurança.
Russells admitiu que um de seus associados, Chris Gossage, revelou o segredo a uma amiga, Judith Callegari, que contou ao Sunday Times.
No fim de julho, o escritório anunciou que a escritora aceitou uma quantia "substancial" a título de danos pela indiscrição. 
Rowling anunciou que doaria o dinheiro para a organização Soldiers's Charity, que ajuda os militares e suas famílias.
Antes da revelação do verdadeiro autor de O Chamado do Cuco, apenas 1.500 exemplares do livro haviam sido vendidos, mas com a informação sobre JK Rowling as vendas dispararam.
"Foi maravilhoso publicar um livro sem toda a expectativa e alvoroço ao redor e um autêntico prazer ver como era recebido com outro nome", declarou JK Rowling, que vendeu mais de 450 milhões de exemplares da série Harry Poter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.