Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

COMISSÃO DEFENDE TRANSFERÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DA FENORTE PARA A UENF

A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) defendeu a transferência definitiva dos servidores da Fundação Estadual do Norte Fluminense (Fenorte) para a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf). Durante audiência pública, realizada, nesta quarta-feira (04/12), o presidente do colegiado Comte Bittencourt (PPS), ressaltou que uma Indicação Legislativa já foi proposta por ele e aprovada ontem, no plenário da Casa. “A indicação aprovada ontem vai ao encontro dessa expectativa do servidor. A Fenorte perdeu a sua finalidade quando a Uenf recebeu por lei a sua autonomia financeira e administrativa e agora esperamos que o governo seja provocado por essa indicação e que mande o projeto de lei para Casa para resolvermos a situação desses funcionários”, explicou.
Segundo o parlamentar a fundação foi criada em uma perspectiva de viabilizar a universidade. “Ela cumpriu esse papel e cumpriu bem. A Uenf é hoje uma das melhores universidades, em pesquisa, do país. Agora a Fenorte não tem mais utilidade. Então, o ideal é extinguir a fundação e colocar esses recursos financeiros e pessoais dentro da Uenf”, defendeu o parlamentar.
Segundo o chefe de gabinete da Uenf, Manuel Vazquez Vidal Junior, a Universidade precisa de 115 funcionários e a Fenorte tem 96 servidores que querem trabalhar. “A vinda dos técnicos da Fenorte não resolveria todos os nossos problemas, mas nos interessa sim. A Uenf vem perdendo funcionários ao longo desses últimos anos e só recentemente a gente conseguiu fazer um concurso que repôs apenas uma parte das nossas necessidades. Estamos precisando desde funcionários. Esse grupo da Fenorte talvez não atenda totalmente a nossa demanda, mas a maioria tem competências que nós estamos demandando”, salientou.
O assessor da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, Nelson Furtado, disse que o secretário Gustavo Tutuca é uma pessoa progressista e defende uma fundação ativa. “Ele não vai contra as situações inovadoras que demandam a sociedade. Ele não quer retrocessos. Vou levar ao secretário a ideia de transferir os funcionários para a Uenf”, afirmou Furtado. Segundo o presidente da Associação de Funcionários da Fenorte, Gustavo Guimarães, os funcionários da Fundação vêm sendo subutilizados e se sentem desprestigiados. “Estamos trabalhando em uma instituição que visivelmente perdeu sua razão de existir”, reclamou Gustavo.
Os deputados Marcelo Freixo (PSol), Inês Pandeló (PT) e Robson Leite (PT) também participaram da audiência.
(texto de Vanessa Schumacker)



Pedro Motta Lima
Diretoria de Comunicação Social da Alerj

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.