Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

sábado, 12 de outubro de 2013

FÓRUM DE DESENVOLVIMENTO DISCUTE MICROGERAÇÃO DE ENERGIA NO RIO

O Fórum Permanente de Desenvolvimento discutiu nesta sexta-feira (11/10) a microgeração de energia para consumo próprio no Rio de Janeiro, inclusive em residências. O debate girou em torno da Resolução 482, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que prevê até devolução ao sistema da eletricidade excedente, gerando economia na conta de luz.
Assessor da superintendência de regulação dos serviços de distribuição da Aneel, Hugo Lamin explicou que a resolução cria uma poupança energética por até 36 meses e a possibilidade de pessoas e empresas gerarem energia num local e poder usá-la em outro. De acordo com Lamim, já existem 130 projetos no país. Desses, 31 estão em pleno funcionamento e quatro são do Rio.
"Esse evento consolidou uma série de debates que o Fórum já estava travando com os setores interessados pela cogeração e hoje, com a presença dos principais atores deste debate, pudemos avançar essa discussão. Foi o pontapé inicial de um amplo debate", explicou a secretária-geral do Fórum, Geiza Rocha.
Também participaram do debate o secretário estadual de Fazenda, Renato Villela, técnicos da Light e da Ampla, representantes do programa Rio Capital da Energia, do Procel e especialistas de empresas do setor energético.
(texto de Fábio Peixoto)



Pedro Motta Lima
Diretoria de Comunicação Social da Alerj
(21) 2588-1627 / 2588-1404

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.