Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

domingo, 27 de novembro de 2016

Livro de poemas resgata luta e arte quilombola no Tocantins | Radioagência Nacional


Maíra Heinen
"Ser Quilombola é ter orgulho. É assumir o pouco que tem. Assumir o cabelo torrado. E a pele negra também."

O trecho do poema “Ser quilombola”, de Maria Aparecida Ribeiro de Sousa revela o orgulho dos quilombolas dos Tocantins em verem seus poemas, fotos e histórias registrados num livro, editado pela Defensoria Pública do Tocantins.

Composto por 17 poemas, escritos por membros das 12 comunidades quilombolas do estado, a ideia do livro, surgiu depois de um concurso cultural de poemas, realizado no mês de agosto.

Enfrentando problemas com a falta de titulações, saúde e educação, os quilombolas têm no livro um registro da mobilização e da luta de cada comunidade, acompanhadas da beleza e da criatividade, como reforça o defensor público Pedro Alexandre Aires.

Sonora: "É mais uma forma de resgate da identidade. Mais um instrumento pra colocar que a luta pelos direitos quilombolas é uma luta pelo território e pela identidade."

A quilombola Maria Aparecida não esperava ter sua poesia no livro, mas se revela muito orgulhosa de todo o trabalho.

"É um material de fato que representa a história das pessoas que vivem nos quilombos."

O livro foi lançando neste mês de novembro, em comemoração ao mês da Consciência Negra. A primeira edição é apenas em formato digital, mas, segundo a defensoria, deve ser impresso em breve. A publicação pode ser acessada no endereço www.defensoria.to.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.