Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Futebol masculino frustra e feminino vira xodó da torcida na Rio 2016

Photo
Em um jogo com quase 66 mil pessoas no Mané Garrincha, a seleção viu a torcida gritar o nome do adversário ao final, em mais um revés do futebol em casa, depois da Copa do Mundo de 2014, que incluiu o desastroso 7 x 1 para a Alemanha na semifinal.
A torcida também gritou o nome de Marta, líder de uma equipe que tem encantado o público na Rio 2016, com duas vitórias até agora -3 x 0 sobre a China e 5 x 1 contra a Suécia.
As duas partidas foram disputadas no Engenhão, no Rio, onde a torcida gritou "Marta é melhor que Neymar", em comparação rejeitada pela brasileira eleita por cinco vezes a melhor jogadora do mundo e também pelo técnico do time feminino, Oswaldo Alvarez, o Vadão.
"Marta é Marta e Neymar é Neymar", declarou ele após a estreia diante das chinesas.
Mas a torcida quer mesmo é comparar o time que encanta pela forma ofensiva e vibrante que joga com o outro, formado pelo badalado ataque Neymar, Gabriel e Gabriel Jesus, que tem tropeçado.
“Acredito que o time feminino tem apresentado um futebol parecido com o que a gente sempre admirou, enquanto o masculino não se encontra em campo”, disse o administrador Airton Pereira, no Parque Olímpico do Rio.
Assim como os homens, as mulheres buscam o primeiro ouro olímpico, e o foco, desta vez, está nelas.
“É tradição do Brasil dar prioridade ao futebol masculino, mas aqui tem sido diferente. As mulheres estão tendo um desempenho melhor e merecem o carinho da torcida”, afirmou o médico Cássio Yoshimoto, para quem a fama e dinheiro dos jogadores brasileiros pesam contra eles.

“Pelo fato de serem profissionais com bom salário, a cobrança é muito maior”, acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.