Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

terça-feira, 17 de março de 2015

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ESTADO TEM CPI INSTALADA NA ALERJ

As causas da violência contra a mulher no estado serão investigadas por uma  Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada, nesta terça-feira  (17/03), na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). De acordo com a  presidente da comissão, deputada Martha Rocha (PSD), a CPI tem a intenção  de apresentar soluções para o combate a este tema. “Há dois aspectos: o  investigativo, para verificar como está se desenhando esse fenômeno contra  a mulher, e o propositivo, para trazer contribuições e propostas para mudar essa realidade”, explicou a parlamentar.
Martha Rocha informou que o colegiado irá se reunir na próxima quinta-feira  (26/03). “Nesta primeira reunião efetiva, vamos definir nossas linhas de  trabalho”, pontuou. A CPI será formada também pelas deputadas Zeidan (PT),  como relatora, Enfermeira Rejane (PCdoB), como vice-presidente, e Flávio  Serafini (PSol), Márcia Jeovani (PR), Daniele Guerreiro (PMDB) e Ana Paula  Rechuan (PMDB).

Aborto
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará as clínicas de  aborto clandestinas no estado foi instalada na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) nesta terça-feira (17/03). De acordo com o presidente da CPI,  deputado Iranildo Campos (PSD), o grupo vai analisar inquéritos, ouvir  depoimentos e propor uma indicação de política pública de saúde. Ele  adiantou que o primeiro convocado a prestar depoimento será o chefe de  Polícia Civil, Fernando Veloso.
Além de Iranildo, a CPI será formada pelos deputados Márcio Pacheco (PSC), como vice-presidente, Jânio Mendes (PDT), como relator, e Márcia Jeovani  (PR), Dr. Deodalto (PTN), Tiago Mohamed (PMDB) e Paulo Ramos (PSol).

Subdiretoria-geral de Comunicação Social
Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro
2588-1404 / 2588-1383 / 2588-1627 / 98890-6652

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.