Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

domingo, 22 de março de 2015

Macaé e Bangu ficam no empate no Moacyrzão: 1 a 1


Por Rodrigo Lima
Em partida marcada por dois tempos distintos, Macaé e Bangu ficaram no empate por 1 a 1 na tarde deste sábado (21/03), no Moacyrzão, pela 11ª rodada do Campeonato Carioca. O resultado ainda deixa o Macaé perto do G-4, com 22 pontos. Já o Bangu está na oitava posição, com 16 pontos. Como alento, o Leão chegou ao seu sétimo jogo sem derrota, quebrando mais um recorde e aumentando a sua maior série invicta na história do Carioca.
Mesmo fora de casa, o Bangu começou melhor e tomou a iniciativa no Moacyrzão. Com uma marcação adiantada, os visitantes assustaram logo aos 2 minutos, em cabeçada de Bruno Luiz que passou por cima do gol de Ricardo Berna. Mas, aos 7 min, não teve jeito. Em mais uma bola na área, Bruno Luiz subiu mais que os zagueiros e testou firme, sem chances para Berna.
O Macaé acordou após o gol e passou a pressionar o adversário em busca do empate. A melhor chance até então do Alvianil Praiano veio aos 16 minutos. Pipico serviu Diego, que entrou na área e arriscou o chute. A bola passou pelo goleiro e só parou na trave. O jogo esfriou após a parada técnica.
O Macaé voltou a assustar aos 30 minutos. Pipico cruzou na medida para Giancarlo, mas o atacante acabou errando a finalização. A chance mais clara do Leão no primeiro tempo veio aos 34 minutos. Pipico recebeu lançamento dentro da área, dominou e bateu, mas Márcio se atirou na bola, salvando o Bangu e operando um verdadeiro milagre no Moacyrzão.
Na etapa final, buscando dar mais meio-campo ao Macaé, Josué Teixeira promoveu a entrada de Aloísio na vaga de Max. Com isso, Dos Santos foi deslocado para a lateral direita.
O Alvianil Praiano por pouco não chegou ao empate aos 21 minutos. Após contra-ataque, Giancarlo recebeu livre e chuta, mas a bola explode na trave. Dois minutos depois, o Leão voltou a assustar, em cobrança de falta de Juninho, que passou tirando tinta da trave.
De tanto insistir, o Macaé chegou ao empate aos 32 min. Após bate e rebate na área, a bola sobrou livre para Pipico estufar as redes e igualar o marcador.

Agência FERJ
imgCapa
Pipico festeja o gol de empate do Macaé contra o Bangu (Crédito: Tiago Ferreira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.