Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Morre cantor Demis Roussos, filho de Afrodite mundialmente conhecido

(2006) O cantor grego Demis Roussos
Uma voz de timbre único, um físico imponente e um sucesso mundial: Demis Roussos, alçado ao posto de estrela internacional com "Rain and tears", sucesso do Aphrodite's Child, morreu neste fim de semana aos 68 anos.
Gravada no auge dos eventos de 1968, "Rain and tears" virou um clássico da música pop ao lado de "Nights in white satin" do Moody Blues e de "A Whiter Shade of Pale" de Procol Harum.
Cantada em inglês, "Rain and tears" mostrou a particularidade vocal de Demis Roussos, sua capacidade de se deixar levar pelos agudos, contrastando com seu ar bruto.
"Com Nana Mouskouri, eles são os dois grandes artistas populares gregos, as duas grandes vozes que levaram a Grécia para o mundo", disse à AFP o apresentador Nikos Aliagas, amigo do cantor. "Nos conhecíamos desde que éramos crianças. Ele ultrapassou as fronteiras e orgulhou nosso país".
Artémios Ventouris Rousos nasceu em 15 de junho de 1946, em Alexandria, Egito, país natal de Dalida, Georges Moustaki e Claude François. Sua família mudou-se para o Egito nos anos 1920, mas acabou voltando para a Grécia em 1961.
Após três álbuns gravados com os Aphrodite's Child, Roussos fez carreira solo a partir de 1971 e vendeu milhares de álbuns.
É na carreira solo que ele faz uma sucessão de hits nos anos 1970-80: "Forever and ever" (1973), "Good bye my love, good bye" (1973), "My only fascination" (1974), "Mourir auprès de mon amour" (1977).
Demis Roussos canta no mundo inteiro e multiplica as turnês: cinco, cada uma de 45 dias, somente em 75. Quando não estava no palco, descansava em sua casa na região parisiense.
Cabelos longos, barba cheia, túnicas de cores vivas, ele cultivou um look de sacerdote descolado com influências orientais. Cantava em inglês, mas também em espanhol, grego ou francês.
A partir dos anos 1990, sua carreira musical é freada - culpa dos problemas de saúde, especialmente na coluna e nos rins. Seu último álbum foi lançado em 2009.
"Demis Roussos tinha uma voz sublime. Ele estava sempre pra cima, otimista como só os gregos conseguem ser", disse Nana Mouskouri à rádio RTL. "ele quis aprender outras línguas, respeitar outras culturas. Era um artista, um amigo".
O funeral de Demis Roussos será aberto ao público e ocorrerá na próxima sexta-feira, em Atenas.
Ele deixa dois filhos, Emilie e Cyril, que é músico como o pai.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.