Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Dia do Musicoterapeuta

15 de Setembro

A musicoterapia é uma terapia expressiva, predominantemente não-verbal, onde o musicoterapeuta usa a música, os sons, os instrumentos musicais e outros componentes sonoro-musicais com o intuito de melhorar a qualidade de vida das pessoas que buscam ajuda para tratar ou prevenir alguma enfermidade.
Através da criatividade, da expressividade e da espontaneidade, trabalha as emoções, os afetos, a cognição e as relações do indivíduo.
O musicoterapeuta é um profissional da saúde, graduado capacitado para contribuir na recuperação e reabilitação da saúde e na prevenção de doenças.
Dúvidas Frequentes
1- Para realizar o tratamento em musicoterapia o paciente precisa saber música ou saber tocar algum instrumento?
Não. Para realizar o tratamento o paciente deve estar apenas disposto e ter vontade de ser ajudado.
2 - Durante o tratamento o paciente aprenderá música ou aprenderá a tocar algum instrumento?
Não. O objetivo da musicoterapia é produzir efeitos terapêuticos e não pedagógicos. Se o paciente tem vontade de aprender música deve procurar um profissional habilitado para o ensino musical.
3 - Existe algum tipo de música própria para cada problema do indivíduo?
Não. Não existe "receita musical", ou seja, não existe um tipo de música para cada problema. O trabalho em musicoterapia é realizado sempre de acordo com a história sonoro-musical do paciente que é coletada no inicio do tratamento através de entrevista. Durante esta entrevista o paciente fala ao musicoterapeuta, principalmente , sobre as músicas e os sons que fizeram e fazem parte da sua vida. A partir de então, o musicoterapeuta, que tem formação específica para realizar este trabalho, inicia os procedimentos terapêutico
4 - Quanto tempo demora um tratamento de musicoterapia?
Não existe um tempo definido de duração do tratamento. O que define este tempo é a melhora do paciente de acordo com os objetivos que foram definidos no inicio do tratamento.

Tratamento

Com a ajuda do musicoterapeuta, aspectos emocionais, sociais, relacionais e cognitivos são trabalhados através de canções, melodias, ritmos, movimentos, sons e instrumentos musicais.
Transtornos abrangentes do desenvolvimento (Rett, autismo, Aspenger e outros);
• Deficiências (síndrome de Down, paralisia cerebral e outras);
• Geriatria (Parkinson, Alzheimer, depressão e demências em geral);
• Psiquiatria infantil e adulta / Dependência química;
• Pacientes neurológicos (coma, afasias, AVE e outros distúrbios neurológicos);

Prevenção

• Adultos (Autoconhecimento, auto-estima e prevenção do estresse )
• Gestantes (Gestantes e casais – Fortalecimento do vínculo afetivo com o bebê através da música)
• Bebês (0 a 3 anos - Desenvolvimento social, emocional e cognitivo na primeira infância)
• Crianças (dificuldade na escola, de relacionamento)
• Idosos (Homens e mulheres a partir dos 60 anos - Emoções e afetos no envelhecimento saudável)
Fontes: Centro Benenzon de Musicoterapia; www.centrodesaude.al.ms.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.