Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Morre aos 75 anos o cantor Jair Rodrigues


Morreu o cantor Jair Rodrigues, aos 75 anos. De acordo com a JRC Produções, o músico estava em casa, em Cotia (SP), e a família aguarda a chegada da perícia. Não foi divulgada a causa da morte.
Jair Rodrigues de Oliveira nasceu em Igarapava (SP), no dia 6 de fevereiro de 1939, informa seu site oficial. Pai dos também cantores Jair de Oliveira e Luciana Mello, ele começou sua carreira nos anos 1960, em programas de calouros.
Em 1962, gravou aquele que é considerado seu registro de estreia, um disco de 78 rotações. Segundo o perfil, duas das músicas, "Brasil sensacional" e "Marechal da vitória", tinham como tema a Copa do Mundo daquele ano, no Chile, que foi vencida pela seleção brasileira.
Em 1964, Jair Rodrigues gravou seus primeiros LPs, "Vou de samba com você" e "O samba como ele é". Seu maior sucesso no período foi a música "Deixa isso pra lá", tida como precursora do rap no Brasil. Marcada pelo movimento característico das mãos de Jair Rodrigues, a faixa foi regravada em 1999 em parceria com o grupo Camorra, diz o perfil.
Jair Rodrigues também ficou conhecido pelo trabalho ao lado de Elis Regina. Os dois iniciaram a colaboração em 1965 e lançaram o disco ao vivo "Dois na bossa". A boa repercussão do LP rendeu o convite para apresentar o programa O fino da bossa, que estreou em maio  de 1965 na TV Record. 

Jair Rodrigues  de Oliveira nasceu  em Igarapava, interior de São Paulo, em 6 de fevereiro de 1939. Foi criado na cidade de Nova Europa, onde morou até 1954. Mudou-se depois para São  Carlos, onde começou sua carreira musical. Essa cidade possuía vida noturna e era boa, para quem gostava de cantar. Cantava  às vezes também  na Rádio São Carlos.  Mas ele resolveu mudar-se para a capital com o irmão mais velho  e começou cantando em programas de calouros. Já era o ano de 1962, quando conseguiu gravar seu primeiro disco.
Passou então a fazer parte da televisão e não só do rádio. Logo em seguida, nesse mesmo ano, foi com o conjunto: os Originais do Samba à Suécia fazer uma excursão, e participou de um programa de televisão em cores, naquele país. De volta ao Brasil, em 1965, estava contratado pela TV Record e  teve a felicidade de se lançar, junto com Elis Regina, no programa: "O Fino  da Bossa". Foi o maior sucesso. Foi nessa época que Solano Ribeiro iniciou os Festivais de Música Brasileira. Estavam com ele também Nilton Travesso e Manoel Carlos. Esse foi o segundo festival, pois o primeiro tinha sido  na TV Excelsior, e a vencedora foi Elis Regina, com a música :"Arrastão". Jair havia participado, mas, segundo ele próprio, sua música era fraquinha. No da Record, ele veio com :"Disparada", e levou o primeiro prêmio, pois sua interpretação da grande música de Geraldo Vandré, foi um verdadeiro impacto. A interpretação de Jair, a percussão, os instrumentos rústicos, tudo somou para o aplauso total. Verdadeira  ovação. Jair estava consagrado. Ele  já vinha de um sucesso, com o seu: "Deixa que digam, que pensem...", mas seu reconhecimento como grande cantor, apareceu depois de "Disparada". 
Jair Rodrigues tem uma enorme discografia, que começou em 62. Gravou depois: Vou de Samba com Você; O Samba como ele é; Dois na Bossa; O sorriso do Jair; Dois na Bossa - número 2; Dois na Bossa-número 3; Jair; Menino da Alegria; Jair em Todos os Sambas; Jair em todos os Sambas- número 2; Talento e Bossa de Jair Rodrigues; Ë isso aí; Festa para um Rei Negro; Com a Corda Toda; Orgulho de um Sambista; Abra um Sorriso Novamente; Jair Rodrigues Dez Anos Depois; Ao Vivo no Olympia de Paris; Eu Sou o Samba; Minha Hora  e Vez; Estou com o Samba e Não Abro; Pisei Chão; Antologia da Seresta; Couro Comendo; Estou lhe Devendo um Sorriso; Antologia da Seresta- número 2; Alegria de um Povo; Jair Rodrigues de Oliveira; Carinhoso; Luzes do Prazer; Jair Rodrigues(1985); Jair Rodrigues(1988); Lamento Sertanejo; Viva Meu Samba; Eu sou...Jair Rodrigues; De Todas as Bossas;500 Anos de Folia; 500 Anos de Folia- volume 2; Intérprete; A Nova Bossa; Alma Negra; Jair Rodrigues- Programa Ensaio e Festa Para Um Rei Negro.
Jair  Rodrigues fez carreira internacional. Cantou em toda a Europa, Estados Unidos  e Japão.
Casado sempre com a bonita Clodine, Jair Rodrigues é pai da cantora Luciana Mello e do músico Jair de Oliveira. Ele é  sempre admirado por sua voz magnífica e sua grande alegria.
Jair Rodrigues morreu no dia 8 de maio de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.