Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

domingo, 26 de janeiro de 2014

LITERATURA / O sertão é fruto da literatura ou a literatura é fruto do sertão? - DM.com.br

Ao ler o artigo "O sertão e a literatura", de Albertina Vicentini, chego à conclusão de que o "sertão é fruto da literatura", de uma literatura sertaneja que é preconceituosa, obscura; inúmeras são as produções literárias que projetaram um sertão seco, mórbido, "o outro"... Aquele desconhecido, bestializado, inferiorizado e temido.
Não podemos deixar de citar que inúmeros literatos, como Graciliano Ramos, Hugo de Carvalho, Lima Barreto, Jorge Amado e outros, que procuram resgatar o sertão como um espaço que existe vida, descrevendo com riqueza de detalhes o cotidiano, apresentando as diversidades culturais e linguísticas desse espaço geograficamente brasileiro. Porém, dizer que a literatura é fruto do sertão é algo muito abrangente, pois a literatura é uma vastidão que vai além do sertão, e o sertão é um espaço que por mais descrito em inúmeras literaturas muito se precisa entender ainda. 
Delimitando a questão... 
Podemos dizer que a literatura sertaneja é fruto do sertão, pois o sertão propriamente dito foi e é o lugar de memória história para inúmeros sertanejos, aqueles transcritos e descritos por vários literatos. Entretanto, não podemos esquecer que antes da literatura já existia um sertão, um lugar por vez até não conhecido por todos, mas sertão. Analisando a questão, surgem múltiplas dicotomias, pois a resposta vai além da interrogação; precisamos entender: O que é sertão? Por que sertão? O que é ser sertão? 
Sertão é a terra seca, escassa, mas tem vida! Sertão é tudo certo, incerto. É aqui, é lá. Sertão é um lugar criado para a liberdade, lugar de memória e história, terra que coloca fim à hegemonia. Ora centro, ora descentro; espaço que nos circundo. Local forjado por homens e mulheres guerreiras que sobrevivem além dos contextos literários. A discussão que prevalece é a condição do sertanejo que etnocentricamente é estereotipado pelo "outro" que se diz "urbanizado", esquecendo-se das suas origens sertanejas.
(Dhiogo José Caetano, professor, escritor e jornalista)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.