Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Sorocaba fica mais uma vez sem o Prêmio Anual de Literatura

Pelo segundo ano consecutivo, a cidade fica sem o Prêmio Anual Sorocaba de Literatura, instituído por Lei Municipal. No ano passado, a Secretaria de Negócios Jurídicos (SEJ), defendeu que, em período eleitoral é vedada a distribuição gratuita de bens valores ou benefícios por parte da administração pública, o que havia inviabilizado, naquele momento, a realização do evento. Neste ano, sem a questão eleitoral, a resposta enviada pela Secretaria de Cultura (Secult), é que estão sendo estudadas melhorias na premiação, que voltará a acontecer em 2014, contemplando as publicações dos últimos anos também. "A secretária da Cultura, Jaqueline Gomes, esclarece que o Prêmio Anual Sorocaba de Literatura não acabou. Ela destaca que a secretaria estuda melhorias na organização e premiação desta atividade, como ocorreu no Prêmio de Música. Para garantir a apreciação dos trabalhos publicados nestes últimos anos, em 2014 o Prêmio volta contemplando a análise das publicações de 2011, 2012 e 2013. Os detalhes das mudanças e do investimento nesta atividade poderão ser apresentados no início de 2014, após análises mais detidas e consulta pública das sugestão de melhorias organizadas pela Secult", informou, em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura. 
Como ocorrido no ano passado, esse foi o único prêmio cancelado, já que o de música e artes plásticas, por exemplo, foram contemplados no calendário de atividades tanto em 2012 como em 2013. 
O Prêmio Anual Sorocaba de Literatura já tem um histórico de idas e vindas. Por anos teve sua edição interrompida, e foi reativado pela Secult em 2006/2007, quando foram premiados os trabalhos de todos os anos em que o prêmio não foi atribuído. 
Essa premiação anual já existe há muitos anos e foi instituída atendendo a uma solicitação da Academia Sorocabana de Letras (ASL), formulada na época pelo então presidente, Basílio da Costa Daimon. 
O historiador Carlos Cavalheiro foi uma das pessoas a chamar a atenção sobre a não realização do prêmio. No ano passado, Cavalheiro também procurou a redação do jornal Cruzeiro do Sul, pelo mesmo motivo, reforçando que se trata de uma lei, e não apenas uma bonificação. 

Mudanças futuras 
Como ele, Myrna Ely Atalla Senise da Silva, da Academia Sorocabana de Letras (ASL), também reitera o fato de se tratar de uma lei e, por isso mesmo, a obrigação em cumpri-la. "E o prêmio é ínfimo, apenas R$ 500 com todos os descontos", reforça a acadêmica, que vê com bons olhos as possíveis mudanças, a começar pela inscrição, já que os livros que concorrem são escolhidos pela Secult, sem a necessidade de autor ou editora inscrevê-los. "Acho que as pessoas deveriam se inscrever na Secult, e ter dois tipos, como na Linc: um para os novos e outro para aqueles que já produzem. Não concordo que se suspenda o prêmio", afirmou. 
Myrna ainda criticou a falta de política cultural na cidade, e disse acreditar no trabalho da secretária, Jaqueline Gomes. "Não culpo a atual secretária da Cultura, que tem feito o possível, nesse momento a cooperação tem que vir da cidade. Ela tem competência, boas intenções, quem não realiza é a prefeitura. Não temos política cultural nem séria, nem de brincadeira. Não há interesse." 
A dramaturga, roteirista e pós-graduada em literatura infantil e infanto-juvenil, Nanaia de Simas, também comentou o cancelamento desta edição do prêmio. "Sempre há uma perda quando se cancela um prêmio, um festival, etc., pois servem de estímulo à produção, divulgação dos autores e fruição dos leitores". Afirmando desconhecer pormenores do prêmio como a organização, comissão julgadora, edital, Nanaia acredita que essas mudanças previstas para 2014 devam se fazer necessárias. "A Jaqueline é muito ética." Nanaia defende, ainda, que essas mudanças sejam realizadas após consultas em iniciativas similares, que já ocorrem em outros locais, para que sirvam como parâmetro. "Seria interessante conhecer os editais das cidades onde acontecem prêmios literários, e que estejam dando certo, para ter-se um modelo inicial como sugestão."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.