Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

FÓRUM CRIA CÂMARA DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL E EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

O Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Estado do Rio criou, nesta sexta-feira (13/12), a Câmara Setorial de Formação Profissional e Educação Tecnológica. O objetivo do grupo de trabalho é definir ações e propor políticas públicas que possam aproximar a escola e o mundo do trabalho, e contribuir para combater o chamado apagão de mão de obra, que atinge os mais diferentes setores da economia. "A ideia é que o Fórum articule escolas e universidades com o setor produtivo, concretizando projetos inovadores que melhorem a competitividade e subsidiem projetos de lei que contribuam para dar uma resposta à demanda por mão de obra, preparando nossa população", explica o presidente da Alerj e do Fórum, deputado Paulo Melo (PMDB).
A ideia de criar uma nova câmara foi apresentada durante o evento "O que as micro e pequenas empresas esperam da escola: o ensino médio e a educação profissional", realizado na manhã desta sexta-feira no Sebrae. O encontro promovido pela Rede de Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro (Redetec), em parceria com o próprio Sebrae e o Fórum, reuniu representantes dos setores de comércio e serviços, agricultura, indústria e educadores para discutir aspectos como a necessidade de contextualizar o ensino, de valorizar o Ensino Médio e técnico e a importância de ajustá-los para que os alunos possam atender às demandas do mercado. Participarão deste grupo, além dos representantes de entidades que compõem o Fórum, representantes da Academia Brasileira de Educação, da Fundação Cesgranrio, do CDL-Rio e do Conselho Estadual de Educação, que estiveram presentes ao encontro e aderiram à proposta.
A criação de mais uma câmara setorial aprofunda o debate iniciado no ano passado pelo Fórum, durante as comemorações dos 80 anos do manifesto dos pioneiros da Educação Nova (http://bit.ly/1aJ3Vph), que culminou com a assinatura, por diversas entidades da sociedade civil organizada, pelo governo do Estado e educadores, de uma carta compromisso voltada para educação.



Pedro Motta Lima
Diretoria de Comunicação Social da Alerj

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.