Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

ETAPA DE CAMPOS ENCERRA LIDERA RIO NOS ESPORTES

A produção de planos municipais de desportos foi defendida durante a abertura da última fase do programa Lidera Rio nos Esportes, realizado em Campos dos Goytacazes nesta quarta-feira (04/12). Os planos teriam o objetivo de sistematizar os projetos e ações das pastas de esporte. “O Sebrae está dando o pontapé inicial na produção desses planos municipais e os projetos esportivos incentivados por eles, que serão o grande termômetro para avaliarmos os desdobramentos do Lidera Rio nos Esportes”, ressaltou a secretária-geral do Fórum de Desenvolvimento Estratégico do Estado do Rio de Janeiro, Geiza Rocha.
Para o presidente da Fundação Municipal de Esportes de Campos, o ex-jogador de vôlei Pampa, as oficinas de capacitação que serão oferecidas pelo Sebrae e o seminário de abertura foram importantíssimos, pois trouxeram qualidade para as ações e projetos das prefeituras. Ele apoiou a ideia do secretário de Estado de Esportes, André Lazaroni, de acabar com a contrapartida de 20% que deve ser dada pelas empresas que incentivam projetos esportivos. “Temos que acabar com isso. Estamos perdendo projetos para São Paulo”, afirmou.
Esta é a ultima parada do Lidera Rio nos Esportes, desenvolvido pelo Sebrae com apoio da secretaria e da Assembleia Legislativa (Alerj), através do Fórum. O programa percorreu nove regiões do Rio, capacitando os secretários municipais para captar recursos pelas leis de incentivo federal e estadual, tornando realidade seus planos municipais de desportos. Para o especialista em Gestão Esportiva Lúcio Macedo, que fez a palestra de abertura dos encontros e trabalhou como consultor nas oficinas, o principal resultado foi a saída da inércia. “Nas Olimpíadas de Londres o lema foi inspirar gerações. Podemos tomar isso como mote e dizer que estamos construindo um legado intangível, inspirando os municípios a buscarem oportunidades de desenvolvimento local a partir do esporte, alimentando uma cadeia produtiva e gerando empregos e renda”, disse.



Pedro Motta Lima
Diretoria de Comunicação Social da Alerj

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.