Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

DEPUTADOS VÃO OUVIR DEFENSORES DO SERVIÇO DE CHARRETES EM PAQUETÁ

A Comissão de Representação para Acompanhar as Políticas Públicas de Proteção aos Animais da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), presidida pelo deputado Thiago Pampolha (PTC), recebe nesta terça-feira (17/12), às 15h30, na sala 311 do Palácio Tiradentes, grupos contrários ao fim das charretes na Ilha de Paquetá, no Rio. O convite do deputado foi feito para dar mais subsídios ao relatório feito em 30 de setembro passado. Defensor do fim da exploração dos cavalos, o parlamentar ouvirá representantes das associações de moradores, de charreteiros, e da Região Administrativa.
No relatório, que foi baseado na visita feita aos locais onde os animais são mantidos, são relatadas irregularidades no serviço. “Essa reunião é um desdobramento da anterior, na qual recebemos representantes do grupo de trabalho criado pela Prefeitura do Rio para estudar o problema. Vieram representantes da Secretaria Municipal de Transporte, da Secretaria de Proteção e Defesa dos Animais e da Guarda Municipal e, segundo eles, o parecer foi inconclusivo” afirma o parlamentar. “Agora, precisamos ouvir o outro lado, ou seja, a população e os maiores interessados, os próprios charreteiros”.
O grupo foi convocado por sugestão do relator da comissão, deputado Wagner Montes (PSD). De acordo com Pampolha, as informações contidas no inquérito policial instaurado pela 5ª DP (Lapa) ajudam a reforçar a tese de que não haveria como manter o serviço de charretes. “No meu entender, deve ser extinto imediatamente. Tento em vista as ilegalidades que estão sendo cometidas com a manutenção desse serviço, o parecer do inquérito foi de que a atividade precisa ser cessada, sob pena de inobservância não só da Lei 9.605, de crimes ambientais, mas, sobretudo da Constituição Federal”, disse o deputado. O parlamentar também pretende encaminhar o relatório final ao prefeito Eduardo Paes e ao Ministério Público Federal.



Pedro Motta Lima
Diretoria de Comunicação Social da Alerj

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.