Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

ALERJ APROVA NOVA NORMA SOBRE CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (06/11), em discussão única, o projeto de lei complementar 20/13, que estrutura, regulamenta e consolida o Conselho Estadual de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (CES/RJ). Ele atualiza a legislação sobre o colegiado, ampliando, por exemplo, a participação de representantes dos conselhos municipais. Atualmente com três vagas, a representação das regiões passará a contar com nove cadeiras, como destaca o governador Sérgio Cabral na justificativa que acompanha a proposta. A inclusão de 23 emendas fez com que o texto fosse aprovado na forma de um substitutivo da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. “Tivemos uma reunião muito proveitosa no Colégio de Líderes, com a aprovação de inúmeras emendas”, salientou o presidente do Parlamento, deputado Paulo Melo (PMDB), em referência à reunião realizada nesta manhã para discussão de mudanças no texto do Governo.
 
Foram aprovadas emendas estabelecendo regras para eleição e mandatos de representantes dos usuários, que cumprirão três anos no posto; detalhando e acrescentando atribuições – como a de revisar periodicamente o Plano Estadual de Saúde e propor a adoção de critérios de qualidade dos programas, entre outros. Emendas também aumentaram a fiscalização do Parlamento sobre os trabalhos do conselho, obrigando, por exemplo, o envio do seu Regimento Interno para a Comissão de Saúde da Alerj.
 
Em 15 artigos, o texto define que o conselho, de caráter permanente e deliberativo, é órgão colegiado composto por representantes do Governo, prestadores de serviço, profissionais de saúde e usuários. Ele atua na formulação de estratégias e no controle da execução da política de saúde. O texto também traz diretrizes, atribuições, número de membros (36) e composição (50% de representantes dos usuários, 25% de representantes dos profissionais de saúde e 25% de representantes da gestão dos prestadores de serviço públicos e privados). Ele segue agora para análise do governador Sérgio Cabral, que terá 15 dias úteis para sancionar ou vetar o texto. 
 
Texto de Fernanda Porto

Fernanda Galvão
Diretoria Geral de Comunicação Social 
da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro
2588-1627 / 9433-3994 / 9726-0409

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.