Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

terça-feira, 26 de novembro de 2013

ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO BENEFICIARÁ TAMBÉM CARGOS COMISSIONADOS

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta terça-feira (26/11), em segunda discussão, o projeto de lei 2.404/13, que estende o Adicional de Qualificação (AQ), já oferecido aos estatutários, aos funcionários comissionados do Poder Legislativo. O benefício, pago a partir do cumprimento de requisitos acadêmicos, pode ser de R$ 210 para especialização, R$ 420 para mestrado e R$ 840 para doutorado. Assinado por quatro deputados, o projeto inclui os cargos comissionados na Lei 5.769/10, que criou a gratificação. Luiz Paulo (PSDB), que assina o texto ao lado dos deputados Gilberto Palmares (PT)Dionísio Lins (PP) e Paulo Ramos (PSol), lembra que há grande procura de comissionados por cursos como o MBA da Escola do Legislativo. “Eles se qualificam e não têm acesso ao adicional”, salienta. Coordenador da escola citada, que funciona das dependências do Parlamento oferecendo cursos variados, Palmares reforça a importância da qualificação. “Esta ampliação fortalece o Poder Legislativo elevando o nível de formação de seus funcionários. É justo que os comissionados possam se beneficiar do que já é oferecido aos demais. Assim, eles terão muito mais a contribuir com o trabalho do Legislativo”, argumenta.
O projeto será enviado à análise do governador Sérgio Cabral, que terá 15 dias úteis para sancionar ou vetar a proposta.
(texto de Fernanda Porto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.