Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

ESCOLA DE CONTAS FALA SOBRE PROJETO DE INCLUSÃO NA TV ALERJ

Em entrevista ao programa TCE-RJ Notícia, que vai ao ar nesta sexta-feira (20/09) na TV Alerj (Canal 12 da Net), às 22h,  dois convidados – o analista de Controle Externo do TCE-RJ Charles Pinto Cavalheira e a professora adjunta da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Sandra Cordeiro de Melo - destacam os objetivos do ‘Projeto Incluir’, desenvolvido pela Escola de Contas e Gestão (ECG), entidade ligada ao tribunal. O programa aborda o pioneirismo da ECG, que é a primeira escola na área de administração pública do País a iniciar um trabalho voltado para a promoveção da inclusão cidadã nas ações de capacitação nos 91 municípios jurisdicionados do Estado do Rio de Janeiro. Apresentado pelo jornalista Renato Auar, o programa será reprisado no sábado (21/09), às 12h, e no domingo (22/09), às 21h.
“Quando fui trabalhar como assessora pedagógica na Escola de Contas, em 2010, fui com esse olhar, de inclusão através do estímulo à participação cidadã”, assinala a professora Sandra de Melo, doutora em Educação, ao falar da amplitude da expressão "incluir".  Ao longo do programa, Sandra explica como iniciou o projeto: “Iniciamos uma pesquisa para conhecer quem era o aluno atual e potencial da escola e começamos a fazer um cadastro dos servidores com deficiência”. Ela ressalta que, ao ganhar força na instituição, o conceito do projeto foi ampliado, estendendo-se a todos os servidores jurisdicionados que formam o público-alvo da ECG, ao seu próprio corpo docente e aos seus funcionários.
Por sua vez, o analista Charles Cavalheira, que tem visão parcial, fala de sua experiência ao ingressar no Tribunal, após ser aprovado no concurso público promovido pela instituição em 2012. “Tive o prazer de ser acolhido pelo Tribunal, através da ECG, já com ações do 'Projeto Incluir' em andamento. Fui procurado pela escola, que abriu um canal de comunicação para me ouvir, saber das minhas necessidades, das minhas demandas e, dentro da razoabilidade, a instituição se preparou da melhor maneira possível para me receber”, elogiou o servidor. Charles fala sobre sua atuação na escola, onde está lotado. “Procuro saber das necessidades dos servidores que nos procuram, não só em relação ao conceito da deficiência, mas também dentro do conceito da diversidade, entre outros”, exemplificou. 

Fernanda Galvão
Diretoria Geral de Comunicação Social 
da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro
2588-1627 / 9433-3994 / 9726-0409

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.