Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

DEPUTADA SERÁ OUVIDA PELA CORREGEDORIA NO PRÓXIMO DIA 10

A deputada Janira Rocha (PSol) será ouvida pela Corregedoria da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) no próximo dia 10 de outubro. A informação foi dada pelo corregedor da Casa, deputadoComte Bittencourt (PPS), nesta quinta-feira (19/09), depois de ouvir mais quatro depoimentos sobre a parlamentar. Janira é acusada de uso indevido de recursos do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde, Previdência e Assistência Social (Sindisprev-RJ) e de ficar com parte dos salários dos funcionários que trabalham em seu gabinete, a chamada cotização.
Nesta quinta foram ouvidos a funcionária do gabinete Jaqueline Alves Santana e os ex-colaboradores Josecler Pereira de Oliveira e Maria das Graças Santos Barreira, além do ex-motorista da parlamentar, Aníbal de Almeida. Segundo Bittencourt, dois admitiram a existência da prática da cotização no gabinete e outros dois disseram que a doação era voluntária e não obrigatória. “Os depoimentos de hoje tiveram uma contribuição muito forte. Ontem a existência da cotização foi negada, hoje foi reafirmada por dois dos depoentes. No próximo dia 7 vamos convocar mais três pessoas ligadas à deputada e que foram bastante citadas nos depoimentos. Estamos convencidos que com mais esses três testemunhos, e o da deputada no dia 10, nós fechamos nossa linha de sindicância na Corregedoria”, disse Comte.
O parlamentar disse, ainda, que pretende encerrar o trabalho até o dia 15. “Vamos analisar essas oitivas e esperamos, até o dia 15 de outubro, apresentar à Mesa Diretora da Casa o resultado da nossa sindicância”, concluiu Bittencourt. Após receber a conclusão da sindicância, a Mesa Diretora da Casa votará se encaminha ou não o resultado das investigações para o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. O conselho, que conta com nove membros titulares e quatro suplentes, tem 60 dias para encerrar os trabalhos.
(texto de Vanessa Schumacker)



Pedro Motta Lima
Diretoria de Comunicação Social da Alerj
(21) 2588-1627 / 2588-1404

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.