Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

CORREGEDOR: DEPOIMENTOS CONTRADITÓRIOS E MAIS 4 OITIVAS NESTA QUARTA

O corregedor da Assembleia Legislativa do Rio, deputado Comte Bittencourt (PPS) afirmou que os depoimento que colheu nesta quarta-feira (18/09) foram contraditórios com aqueles prestados na semana anterior. O parlamentar ouviu a delegada titular da Delegacia Fazendária (DelFaz), Isabela Santoni, a chefe de gabinete da deputada Janira Rocha (PSol), Christiane Gerardo Neves, e a diretora do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), Maria Beatriz Lugão, que trabalhou com Janira e chegou a ser requisitada pela parlamentar, tendo o processo suspenso antes de ser cedida. “Vamos fazer uma análise minuciosa do que nos foi informado hoje. O que temos são afirmações que contradizem o que ouvimos na última semana”, explicou o parlamentar, referindo-se aos depoimentos dos ex-assessores de Janira, Marcos Paulo Alves e Cristiano Valladão, que acusaram a deputada de praticar a cotização (nome dado ao repasse de parte dos salários dos funcionários), e de uso indevido de recursos do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde, Previdência e Assistência Social (Sindisprev-RJ).
Comte disse ainda que pretende ouvir a deputada na primeira semana de outubro. “Amanhã temos mais quatro oitivas. Esperamos concluir essa etapa inicial da sindicância para, então, fazer a convocação da deputada Janira Rocha. Se entendermos que, com as oitivas de amanhã, não será mais necessário nenhuma convocação, vamos dar uma semana para a deputada, entregando a ela todas as atas e notas taquigráficas das oitivas, para que ela possa preparar uma ampla defesa, e aí faremos a convocação. Possivelmente na primeira semana de outubro”, salientou.
Beatriz Lugão negou que houvesse a prática da cotização e disse que nunca foi lotada no gabinete da deputada na Alerj. “De fato, foi aberto um processo, no início de 2011, pedindo a requisição para o gabinete da deputada. Mas o processo foi suspenso e eu participei na montagem da estrutura do gabinete, sem, no entanto, receber qualquer remuneração”, afirmou.
Nesta quinta-feira (19/09), a partir das 10h, a corregedoria vai ouvir as funcionárias do gabinete, Jaqueline Alves Santana e Josecler Pereira de Oliveira. Às 12h será a vez da ex-funcionária Maria das Graças Santos Barreira. O último a depor será o ex-funcionário Aníbal de Almeida. Todos os depoimentos serão na sala 316 do Palácio Tiradentes.
(texto de Vanessa Schumacker)



Pedro Motta Lima
Diretoria de Comunicação Social da Alerj
(21) 2588-1627 / 2588-1404

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.