Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Fundação lança cartaz de crianças desaparecidas no Rio


Da Agência Brasil
Rio de Janeiro - Em homenagem ao Dia Internacional das Crianças Desaparecidas, lembrado amanhã (25), a Fundação para Infância e Adolescência (FIA) lançou hoje (24), na Estação Central do Brasil, o novo cartaz do Programa SOS Crianças Desaparecidas. A publicação traz fotos de 66 meninos e meninas que sumiram no estado. Segundo a entidade, há pelo menos 77 menores de 18 anos desaparecidos no Rio.
A presidenta da fundação, Teresa Cosentino, disse que o programa atua tanto na prevenção dos sumiços quanto na localização das crianças. “O programa ao longo do tempo tem uma taxa de 85% de sucesso e, apesar de ser um sucesso muito alto em termos de política pública, se você não encontrou seu filho, para você o insucesso é 100%. Não há um sentimento de angústia maior para uma mãe do que não saber onde está o filho.”
Ela orienta que a primeira atitude da família após o desaparecimento de crianças e adolescentes é registrar a ocorrência na delegacia mais próxima, não havendo a necessidade de esperar 24 horas. “Com o boletim de ocorrência na mão ela [mãe] vai até a fundação, na Rua Voluntários da Pátria, número 120, em Botafogo. Lá ela será atendida por uma equipe multidisciplinar, com psicólogos e assistentes sociais.”
Para a pastora Ana Nunes – cujo filho desapareceu há quatro anos e atua com um grupo de mães em uma igreja evangélica em Copacabana –, o trabalho da fundação e a força das outras mães a ajudaram a não perder a fé. “Somos uma força, uma mãe ajuda a outra. Nós temos fé que vamos encontrar nossas crianças. Isso tudo é uma corrente. A gente se enche mais de fé.”
A Fundação para Infância e Adolescência é um órgão de administração da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, criado em 1995. A entidade trabalha para garantir os direitos e criar ações de proteção para crianças e adolescentes. O programa SOS Crianças existe há 17 anos em todo o estado.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.