Vídeos

Notícias - Google Notícias

CINEMA / Filmow - Notícias Populares

ESTE BLOG É INDEPENDENTE - NÃO RECEBE (E NEM QUER) SUBVENÇÃO DE QUALQUER PREFEITURA, GOVERNO DE ESTADO E MUITO MENOS DO GOVERNO FEDERAL - NÃO SOMOS UMA ONG OU FUNDAÇÃO, ASSOCIAÇÃO OU CENTRO CULTURAL E TAMBÉM NÃO SOMOS FINANCIADOS POR NENHUM PARTIDO POLÍTICO OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA - NÃO SOMOS FINANCIADOS PELO TRÁFICO DE DROGAS E/OU MILICIANOS - O OBSERVATÓRIO COMUNITÁRIO É UMA EXTENSÃO DO CAMPINARTE DICAS E FATOS - INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS - GRATO PELA ATENÇÃO / HUAYRÃN RIBEIRO

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

sexta-feira, 1 de julho de 2011

A violência é um bom negócio

Nunca ouvi falar tanto em Paz, nunca vi tantas passeatas pedindo Paz como nesses últimos tempos. Abraçam lagoas, enterram cruzes nas areias das praias e colocam faixas, cartazes, fazem manifesto, abaixo-assinados para as autoridades, promovem shows com artistas famosos, tudo em nome da Paz. Tudo para pedir Paz. Mas, pedir Paz a quem? Que é que seria capaz de restituir a Paz? Quem é que seria capaz de atender a essas reivindicações?
As pessoas oram a Deus, exigem das autoridades, publicam nos jornais, revistas, pedem, pedem e só pedem. Essas mesmas pessoas preferem ignorar um fato muito simples – só haverá Paz se nós praticarmos a Paz. Não adianta pedir Paz se não praticamos a Paz. É uma incoerência.
Em primeiro lugar é preciso que haja Paz interior - Aqueles que conservam a sua paz interior em meio ao tumulto da vida moderna estão imunizados contra as doenças nervosas. Sem paz interior é impossível haver paz no mundo.
Outra coisa muito importante é que o segredo de viver em paz com todos consiste na arte de compreender cada qual segundo sua individualidade. E não é isso que se vê por aí. Como poderemos viver em Paz se nossas práticas são de Guerra? Se eu peço Paz e minhas práticas, minhas atitudes são de Paz, evidentemente que o meu pedido será atendido. Se eu peço amor e minhas práticas, minhas atitudes são de amor, evidentemente que o meu pedido será atendido.
Eu trabalho com fatos. E baseado nos fatos esse é o caminho. O resto é palhaçada, hipocrisia, demagogia dessas “peças” que gostam de jogar para arquibancada, fazer média e aparecer nas manchetes como salvadores da pátria. A violência é um bom negócio. A violência dá muito lucro. Essas “peças” viveriam de quê se não fosse a violência?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.